sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

A Editora Panini acerta mais uma vez e publica Shade: O Homem-Mutável


Por:Hds



Os leitores da Vertigo mais jovens não vão reconhecer esta figura de modo algum,mesmo que ele tenha feito aparições em Flashpoint.Esse sujeito parecendo um vagabundo usando roupas largadas e um sobretudo de aspecto bizarro se trata de Shade:O Homem-Mutável.

O personagem foi criado pelo brilhante Steve Ditko(o cara que criou o homem-aranha,lembrou agora?)em junho de 1977,com uma aparência ridícula:um maiô vermelho com bolas amarelas espalhadas pelo corpo todo e chegou a figurar no esquadrão suicida.O mesmo grupo que vai estrelar um filme cujo trailer acabou de sair.


Mas o personagem somente foi se tornar algo apresentável quando Peter Milligan e Chris Bachalo reformularam o herói em julho de 1990.Milligan vindo da recém chegada invasão britânica e Bachalo um desenhista canadense novato,mas talentoso ao extremo deram o tom sofisticado que Shade precisava para ganhar forma.

A fase da dupla chegou a ser lançada no final da década de 90 pela Metal Pesado,mas como de costume com as editoras naquele período,fracassou terrivelmente deixando(pra variar)mais leitores da Vertigo a ver navios.

As histórias de Peter Milligan são totalmente destoantes do resto das séries da vertigo publicadas na época.Naquele tempo haviam diferenças gritantes entre cada uma delas e os autores se esforçavam para produzir tramas inovadoras.Os roteiros do homem-mutável são estranhos e bizarros,mas fluidos e legíveis.Nada como a confusão desconjuntada dos Invisíveis,por exemplo.

Espere pela psicodelia típica das artes originais de Steve Ditko.

Hoje em dia a Vertigo está abarrotada de séries que se limitam a emular o estilo "bad ass" do selo e poucas sagas se destacam em meio à mesmice.O Inescrito é uma delas.

Roteiro instigante,desenhos habilidosos e trabalho artístico nas capas(isso conta muito a favor!)impressionantes.A Panini acerta em cheio ao trazer uma série que eu poderia jurar que jamais teria uma chance novamente,aliás ela vem fazendo isso com cada vez mais frequência.Miraclemen,Homem-Animal e a fase do Constantine saindo completa desde o início estão aí de prova.A editora vem realizando um trabalho espetacular desencalhando várias sagas antigas dignas de atenção e corrigindo verdadeiras injustiças históricas do mercado!

A Panini lança um volume de revistas descomunal no país e é importante para os leitores seletos da Vertigo apoiar seu próprio nicho.Que a linha se torne cada vez mais robusta e fraquente nas bancas e que surjam cada vez mais quadrinhos bons,sejam eles velhos ou novos.








Um comentário: