sexta-feira, 9 de outubro de 2015

A arte de... Shinkiro



Por:Hds.


Dono de um estilo único e reconhecível.



Dentro e fora do mercado de quadrinhos, somos expostos ao trabalho de milhares de artistas. Eles costumam vir de lugares inesperados como: marketing, design de produtos, livros infantis, cinema, tiras de jornais, escolas de arte, entre outros.

Desde criança, vemos esses trabalhos apresentados em todas as mídias capazes de atrair atenção e provocar impacto duradouro. Esse texto será o primeiro a destacar o trabalho de um autor cuja qualidade das ilustrações deixaram uma marca na minha memória.

Toshiaki Mori nasceu em 14 de dezembro de 1962. Mori começou a estudar desenho técnico por causa da influência de desenhistas do mercado americano. Um dos desenhistas que o inspirou foi Frank Frazetta, que acabou por determinar o seu traço realístico com alguns toques de manga. Influências que atravessaram todos os períodos de seu trabalho.

Fez ilustrações para revistas de catálogo e produções como free-lancer. Mas como vários artistas talentosos, nunca obteve satisfação fora do seu ramo pretendido. Foi somente quando seu estilo de desenho ganhou uma maior influência dos quadrinhos do seu país, que Mori entrou na empresa que o projetaria para todo o mundo. E também faria com que ficasse conhecido pelo pseudônimo (ou apelido) de "Shinkiro".

A SNK, no início da década de 90, vivia seu momento mais brilhante.Seus jogos eram esperados em todo ocidente. Suas séries de jogos de luta ganhavam seguidores dia após dia e faziam frente ao poderoso Street Fighter 2 da Capcom. Até mesmo se arriscava no mercado de consoles caseiros e criava um panteão de personagens tão carismáticos que permaneceram relevantes até hoje. E pode ter certeza que os desenhos de Shinkiro tiveram enorme efeito no sucesso das principais franquias daquele período.

Um dos trabalhos de início na SNK foi num artwork para Alpha Mission 2 e Sengoku:

Dos estilos de jogos no início da carreira do ilustrador, também haviam os de nave.

Um dos primeiros posters do artista na SNK, onde quase não reconhecemos o traço.

Antes de criar personagens para empresa, Shinkiro ilustrou diversas capas e posters promocionais de jogos de arcade. Foi quando começou a fazer artes para Fatal Fury: The King of Fighters que seu talento começou a chamar a atenção dentro da SNK. O design de um dos lutadores mais populares da indústria de jogos, Terry Bogard, foi justamente feito por ele.

Arte conceitual que serviu de capa para uma versão do Neo Geo.
A partir daí em diante veríamos a capacidade do artista atingir um nível absurdo.Seu traço passava uma profundidade e densidade pouco vistas em pinturas voltadas para a propaganda no mercado de jogos.Shinkiro se tornaria um verdadeiro artista conceitual.

Entre jogos de luta e arcade o artista faria ainda a imagem promocional de Samurai Shodown II para o Neo Geo CD.

Art of Fighting III foi odiado pelos jogadores mas suas artes conceituais são ótimas.

Com certeza o maior divisor de águas na trajetória de Toshiaki Mori foi a série The King of Fighters. Nela, o autor criou personagens como: Kyo Kusanagi, Yori Yagami entre outros. Como se não bastasse se tornar o principal designer da empresa, Shinkiro começaria a se projetar como o mais conhecido e emblemático artista conceitual da indústria japonesa de jogos.

Metal Slug em proporções normais (ao invés do SD).
Somente por ter criado o bad boy Iori Yagami Mori já mereceu constar na lista de maiores designers japoneses da história dos jogos. Outro exemplo de sua visão para criações foi Ryo Sakazaki. Figura notoriamente "inspirada" em Ken Master de Street Fighter, mas que por ter carisma e personalidade próprias acabou convencendo. Chegou a se diferenciar ao ponto de ganhar uma aparência completamente nova como o Mister Karatê.

O cartaz de KOF'94 destacava o novo esquema de lutas em times.


Iori Yagami é, com certeza, a melhor criação do desenhista.

Era impossível naquela época, como ainda é hoje, não associar as séries mais famosas da SNK ao traço marcante e impecável do ilustrador. Sua arte não se parecia com nada feito por outros desenhistas e caíam como uma luva nos encartes promocionais.

Aqui no Brasil ainda é possível lembrar dos anúncios em revistas de jogos como Super Game Power ou Ação Games em que bastavam bater o olho e reconhecer um novo jogo da SNK.

Esta imagem de KOF95 se tornou bem conhecida entre os leitores de revistas de jogos na década de 90.


Cenas dos times de KOF à "paisana" também eram interessantes.

Fazer uma arte pintada com características realistas é relativamente fácil para o desenhista que se dispuser a estudar as técnicas. O que é difícil, de verdade, é elaborar uma arte que acabe não ficando igual a todas as outras. A anatomia precisa e bem aplicada (sem tornar os modelos exageradamente musculosos) e a capacidade de transitar entre inúmeros personagens conservando seus elementos típicos é uma habilidade presente nas artes do autor.

A mais improvável formação de banda de todos os tempos!


Nas mãos de Toshiaki a SNK ganhou o mais brilhante elenco de lutadores já visto.

Depois de vários anos de contribuição, a SNK faliu em 2001 e o desenhista acabou entrando na Capcom, justamente a famosa rival da empresa. Azar da SNK, sorte da Capcom. A partir daquele momento, a Capcom passou a contar com toda sua habilidade à disposição de séries como: Marvel vs Capcom, Resident Evil, Final Fight, Street Fighter, Megaman, Ghouls n' Ghosts, Tatsunoko vs Capcom, Dead Rising e por aí vai...

Confira algumas abaixo:

Uma das cenas mais impactantes de Resident Evil 2 no traço de Shinkiro.

Esse é o Chris que gostaríamos de lembrar depois de RE6.

Chun Li bem representada e sem as "proporções cavalares" de Street Fighter 4

Ghouls n' Ghosts e seu mundo de terror fielmente representado

Recriação da capa clássica de Megaman 

Capcom vs SNK

Tatsunoko vs Capcom

Nunca se viu tantos personagens icônicos juntos como em Marvel vs Capcom 3
E para aqueles que pensam que a fama do artista no ocidente é pura especulação (mas secretamente o admiram), fiquem com algumas capas de quadrinhos da Marvel pelo traço de Toshiaki Mori:






















2 comentários:

  1. Respostas
    1. bem-vindo ao blog geraldo e obrigado pelo comentário.Respondendo ao seu texto:Shinkiro produziu designs criativos,marcantes e fez com que os personagens da série Kof se destacassem pelo visual impecável e personalidade.São totalmente diferentes um do outro e sem apelar para clichês como figuras somente derivadas de artes marciais.Yori Yagami,por exemplo,tem trabalho artístico genial.

      Excluir