sexta-feira, 13 de novembro de 2015

LEIA: ESCRAVA DA CONDESCENDÊNCIA MASCULINA



Por:Hds.

A princesa Leia ficaria entediada com as declarações de Carrie Fisher.

Agora a pouco li uma matéria no site Melhores do Mundo falando sobre a decisão da Disney de remover todo e qualquer conteúdo dos produtos de Star Wars contendo a imagem da Slave Leia.Pra quem não conhece a história a princesa Leia,na tentativa de resgatar Han Solo,acaba sendo capturada por Jabba e é feita de prisioneira.Leia fica acorrentada próximo à Jabba usando um biquíni que lembra algo como um traje típico de uma odalisca,dando a ideia de que poderia servir sexualmente ao monstro no filme.
Não tenho a noção exata de onde essa palhaçada começou,mas não é nem um pouco difícil imaginar que tipo de gente tenha iniciado esse alarde.

O texto do MDM,nomeado com o alarmista e tendencioso título de;"O Fim da Escravidão de Leia Organa!",mostra um trecho de J.Scott Campbell em seu facebook.

Scott comenta as declarações de Carrie Fisher(a atriz que fez Leia na trilogia original)numa entrevista,a atriz dá "conselhos" para Daisy Ridley(a nova protagonista da série)para que não se deixe explorar sexualizadamente nos filmes.


A piada já começa por aí.Scott Campbell foi um dos desenhistas da era Image Comics no começo da década de 90 e desenhava um das revistas mais acerebradas e apelativas da linha Homage de Jim Lee.Essa revista era Gen13,que contava a história de adolescentes super-poderosos.Nela a personagem Fairchild era representada como uma pin-up com pernas de dois metros e peitos que mais pareciam balões de festa.Tudo isso feito com a "honesta" intensão de atrair moleques pré-adolescentes.


Quando foi exatamente que Scott Campbell se tornou tão preocupado com questões feministas?Eu tenho um palpite,deve ter sido quando ele percebeu que as duas grandes editoras americanas estão lotadas de editores medíocres com discursos engajados.Daí ele deve ter pensado:"se eu não entrar na modinha do politicamente correto vou acabar me ferrando e perder oportunidades"

Outra pergunta pertinente é:quem a atriz Carrie Fisher acha que é para dar conselhos aos outros?Ela teria dito para Ridley "fugir do estereótipo de ser apenas um símbolo sexual,e se mostrar uma personagem que vai muito além de ficar mostrando seus atributos"

Em primeiro lugar Fisher trata Daisy Ridley como uma criança que precisa de palpites sobre a sua própria carreira.Ridley é adulta e somente ela deve escolher o que fazer ou não.Carrie Fisher ainda tenta usar o argumento furado de que ela mesma passou por isso durante as filmagens da trilogia,e dizendo,nas suas próprias palavras,para "Daisy não aceitar esse tipo de coisa,não ser "uma escrava" e lutar por sua roupa".As besteiras que a atriz afirmou fazem parte do típico discurso do estilo "curso relâmpago de feminismo auto-piedoso" que se tornou comum hoje em dia.

Segue uma tradução do MDM do texto de Scott no facebook:

"Daisy não vai precisar lutar contra nada,a Disney já está trabalhando para limpar a figura da Slave Leia de sua linha de produtos num futuro próximo.Vocês não verão mais qualquer representação disso.

Acreditem em mim,já ouvi isso de duas fontes diferentes,na Marvel não podemos mais nem desenhar Leia em alguma pose mais sexy e nem com pouca roupa.Também tivemos uma estátua 3D da personagem,que estava em desenvolvimento por uma grande empresa,cancelada recentemente".

Sério Scott Campbell?Eu posso ficar tranquilo sabendo que uma empresa mesquinha como a Disney(que me surpreende até hoje por ainda não ter posto drones para entrar pela janela da casa dos outros e colher moedas debaixo dos sofás de tão gananciosa!)está cuidando de livrar as pessoas do mundo todo do horror de ver a figura de uma personagem FICCIONAL em trajes curtos?

E por que ser tão comedido com a palavra "limpar"?Por que não aumentar o volume da neurose doentia e dizer que vamos "purificar" os  produtos derivados do filme?Assim todos vão saber os maníacos perseguidores que existem por trás de uma empresa como a Disney/Marvel.

É impressão minha ou esse sujeito tem algum problema mental?Campbell está realmente se gabando de ser reprimido e impedido de desenhar mulheres sensuais e comemorando o fato de uma linha de produtos ser cancelada por causa de um motivo cretino como esse?Alguém aí parou pra pensar na situação da empresa que fabrica os bonecos da personagem,no prejuízo que vão levar? 

Em seguida temos uma sequência de escarros,vômitos e demais excreções expelidas pelos redatores do MDM em forma de opinião.Primeiro eles usam o argumento mais batido e antigo,que até eu já pensei quando tinha(sem brincadeira)uns 12 ou 13 anos;a ideia de que existe machismo na indústria de entretenimento porquê ela é feita de homens.

Na década de 40,(leiam o texto na net:"cronologia dos comic books de 1930 até 1990")quando todo estilo de história em quadrinhos que surgia,seja de crime,guerra ou mistério fazia um sucesso estrondoso,houve um estilo que começou a vender horrores.Esse estilo era as histórias de romance para meninas e moças.O mais curioso nesse fato(pouca gente sabe disso)é que revistas para meninas chegaram a vender até mais do que para meninos!É isso mesmo,a indústria americana já chegou a produzir material em maior número para o público feminino!

E o que aconteceu depois disso? Mulheres começaram a despontar no mercado como roteiristas e desenhistas de talento?As editoras ao longo das décadas apresentaram mulheres capazes de lançar obras cultuadas,firmando assim,a presença delas nessa mídia pelo puro mérito e excelência de suas histórias?NÃO!As meninas que cresceram após aquele período simplesmente deram de ombros e foram trabalhar em áreas completamente diferentes!

O que eu quero fazer aqui é pisotear esse argumento de barato de que "mulheres não trabalham nos quadrinhos porque não são aceitas".Tudo balela!Elas não trabalham porque não querem!Porque não tem o menor interesse!

E afinal de contas por que pessoas que não querem fazer parte de algo devem ganhar um lugar garantido num ambiente que nunca quiseram estar?Só pra se sentirem "representados"?

É como se fans de tênis,que detestassem qualquer outro esporte,exigissem que as pessoas fizessem silêncio num estádio de futebol somente para eles se sentirem confortáveis.

Pense em quantas vezes você teve que ouvir de sua namorada,esposa,pai,mãe,parentes ou de seus próprios amigos que você joga tempo fora com quadrinhos.E agora responda;alguns desses sermões poderia ter alguma razão vindo de quem não tem a capacidade sequer de entender o que está criticando?

Logo em seguida o redator usa explicações esfarrapadas sobre conceitos Juingianos(ele deve ter achado que soaria muito natural ler algo assim num blog de humor)e prossegue o desarranjo de ideias patéticas:"as Pinups,Femme Fatales,Lolitas,Bombshells,todas nasceram das cabeças de homens,e é perfeitamente compreensível que as mulheres não se sintam a vontade sendo encaixadas nesses estereótipos".

Outra ideia falsa e conveniente.A figura de Slave Leia é mesmo tão ofensiva assim para as mulheres?O argumente mais usado dentro dessa lógica deturpada,é o de que mulheres não deveriam mostrar sensualidade para agradar aos homens.Então é errado quando elas fazem isso exatamente por que querem agradar seus namorados ou maridos?

E se é pra expor a idiotice desses conceitos que tal falarmos de todas as CENTENAS de garotas espalhadas pelo mundo que vão em convenções de quadrinhos ou na Jedicon e fazem cosplay da Slave Leia por pura e simples diversão?


No parágrafo seguinte o redator ainda diz "compreender" o posicionamento de Carrie Fisher "ao não querer para si a pecha de simbolo sexual".E completa que a atriz não deveria querer se sentir diminuída sendo lembrada "SÓ por ter usado um biquíni num filme".

Outra asneira.No filme,Leia já se mostra uma mulher corajosa(ela foi sozinha para a nave de Jabba para resgatar a"princesinha Han Solo" congelado em carbonite,e não o contrário seus idiotas!),pois logo depois de saber da invasão de Luke ela se vinga de Jabba ESTRANGULANDO-O COM UMA CORRENTE DE AÇO!!!Uma criatura forte que deveria pesar no mínimo uma tonelada!Me avisem se estiver errado,mas se isso não é ser "decidida" ou "forte" eu não sei mais o que diabo pode ser!

Em primeiro lugar se a atriz se sentia tão incomodada por que veio reclamar disso somente agora(ou talvez ela já venha fazendo isso há um bom tempo)e não quando assinou contrato para fazer os filmes?Teria sido uma atitude feminista e tanto,não senhora Fisher?Negar o papel e continuar no anonimato pelo resto da vida.Mas como ela não era burra aceitou filmar,e não só isso,tirou fotos para revistas na época e apareceu em ensaios para promover sua personagem.



Dentro do contexto da discussão sobre uma "ofensa" como a imagem de Leia nos filmes,parece algo fora do normal posar para fotos.Mas se "limparmos"(termo usado acima por Scott Campbell)a histeria cínica dessas notícias,o que sobra é uma coisa completamente corriqueira.Modelos vestem roupas curtas todos os dias em passarelas pelo mundo e nem por isso você vai conseguir fazer a Gisele Bündchen desistir de seu trabalho por causa disso.

Ao contrário do que foi dito na notícia George lucas,o estúdio e demais protutores e roteiristas da saga não foram desonestos com ninguém.Seria pura perda de tempo perguntar a alguém que acredite nessa falácia a razão de O Retorno de Jedi ter mais de 30 ANOS e as pessoas reclamarem somente agora(quando os meios de comunicação estão impregnados de militantes do politicamente correto).

Só me resta deixar claro a minha completa decepção pelo site Melhores do Mundo.conheci o site por indicação do blog "supercaixa",e me diverti muito revendo filmes na "locadora do falecido".Lendo textos engraçados e cheios de gifs e videos que davam um tom de humor único.

Hoje o MDM virou um papagaio de sermões chatos e panfletários.Um amplificador dessa tendência doentia de controle higiênico da internet.O pior de tudo é ver a tentativa covarde de manter as aparências fazendo uma doutrinação desonesta disfarçada de comédia.Na abertura do texto temos uma foto com homens vestidos de princesa leia(na cabeça desses caras os homens devem pedir desculpas por gostar da imagem de Leia).Eque maneira mais eficaz de demonstrar o desespero em se desculpar do que se humilhar vestindo-se de mulher?Se você é homem e quer ir a um evento vestido de personagens femininos,pode fazer isso por diversão(ou mesmo levando à sério...),mas nunca para agradar a uma turba de mulheres birrentas e encruadas.


De resto,só posso deixar uma imagem de Carrie Fisher do tempo em que ela não era tão paranoica e ainda demonstrava algum senso de humor.

Notícia nos jornais de amanhã:"Chewbacca processado por assédio sexual".


























Nenhum comentário:

Postar um comentário