quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Devir lança mais encadernados de Liga Extraordinária e Saga

Por:Hds.




Mesmo antigamente quando não havia internet e o mundo do entretenimento não contava com toda essa superexposição,eu sempre pensei que o pior problema dos veículos que cobriam quadrinhos no Brasil não podia ser outro,se não a falta de senso crítico.

É comum que profissionais do ramo editorial circulem por diversas editoras.Afinal de contas o mercado é pequeno e se você quer sobreviver nele terá que fazer o máximo de "amizades" que conseguir.

Isso acaba criando as viciosas "panelinhas" dentro das redações.Existem vários sites feitos por ex-redatores das editoras Abril,Globo,Conrad e por aí vai.Muitos dessas pessoas tem amigos dentro das editoras.Sendo assim,na grande maioria das vezes que esse povo vai fazer uma resenha ou notícia de lançamento,acabam fazendo vista grossa para todas as atrocidades que seus "amiguinhos" de redação cometem.

E um desses casos está justamente aqui:a letárgica e dispendiosa editora Devir.

Eu não me canso de dizer que é sempre uma tragédia ver que um título bom vai ser lançado pela Devir.Pois as chances de ele ser totalmente prejudicado são grandes.

A Liga Extraordinária vem sendo lançada pela Devir desde 2003,e de lá pra cá já se foram 12 anos.É preciso dizer que tivesse sido feita no padrão da Panini teria avançado muito mais rápido?


Saga teve seu primeiro volume lançado em novembro de 2014.Isto é,há um ano atrás.Por que tanta demora?E principalmente,por que esse preço abusivo na capa?(R$65,00 por sete histórias de 24 páginas no primeiro volume)

Muita gente ainda deve se lembrar de Grandes Clássicos DC nº9,encadernação lançada em 2006 pela Panini.A revista reunia várias histórias de Alan Moore escritas durante seu período na DC,tinha 304 páginas e custava R$36,90.O encadernado 30 Dias de Noite,de Steve Niles,publicado pela Devir no mesmo ano custou R$35,00.E olhem que ele só tinha 148 páginas(156 páginas à menos!)

A completa ausência de opiniões contrárias às práticas de algumas editoras no Brasil tornam impossível a avaliação das mesmas.Dinheiro é sempre um assunto sagrado para as editoras no país e quem tocar nele corre o risco de perder amizades.

Não se fala em qualidade de impressão,acabamento,páginas escaneadas,traduções imbecis,manobras para dividir em vários números uma edição que deveria ser lançada num só volume,atrasos,lentidão,falta de compromisso na conclusão dos títulos(alguém aí lembra da Conrad?)e o pior de tudo;os preços.Que da década passada pra cá foram elevados à patamares exorbitantes!

A Devir poderia reverter toda sua fama pregressa de barbeiragens,mas isso eu acho difícil de acontecer.Afinal,ela não demonstrou intenção nenhuma de corrigir seus problemas nos quadrinhos que vem lançando até hoje.

Com o surgimento de mais editoras publicando Marvel,DC,Image e Dark Horse,aumentando as opções dos leitores,quem vai escolher comprar pela Devir?

Se você tem algum título nos planos de compra e descobriu que ele sairá pela Devir,só posso lamentar por você,meus pêsames.






































Nenhum comentário:

Postar um comentário