segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Checklist Comentado: Setembro de 2015


Por:Hds

O final do ano se aproxima,e o volume de lançamentos aumenta consideravelmente.De agosto pra cá a editora Panini divulgou uma avalanche de títulos que vão estar nas bancas e comic shops até dezembro.Tá na hora de destacar os melhores quadrinhos de setembro!

Nota:Os quadrinhos mostrados nesse checklist são alguns escolhidos por mim,caso queira ficar por dentro de todos os lançamentos recomendo ver o checklist completo no site UniversoHQ.

Star Wars-O Império Contra-Ataca:Formato 15x21cm,64 páginas e preço de R$12,00.

Este aqui é um lançamento da editora abril,que está aproveitando a expectativa em torno da volta de Guerra Nas Estrelas ao cinema para tirar a sua casquinha.É impressionante como nunca na história do marcado brasileiro tivemos tantas editoras lançando HQs desta série ao mesmo tempo.Temos as revistas da Planeta de Agostini,as da Panini e vem mais material por aí.

Academia Jedi:Formato 14x21cm,176 páginas e preço de R$39,90.


A editora Aleph,a melhor editora de ficção científica no país,resolveu entrar no páreo e trazer o terceiro volume do livro com tiradas engraçadas do universo de Luke Skywalker.Não bastasse o fato dela ter uma invejável coleção de livros do chamado "Universo Expandido",a editora começa a investir cada vez mais em quadrinhos.O que é sempre bom para os leitores.Quanto mais opções nas bancas e livrarias melhor.

Eden-Its an Endless World nº2:Formato 13,5x20,5cm,400 páginas e preço de R$39,90.



Eden é uma história de um futuro distópico repleto de elementos típicos do gênero.Até onde vão estar presentes nela traços de CyberPunk,violência e aquela boa dose depressiva de filosofia sobre a condição humana,somente a visão oriental de Hiroki Endo pode dizer.Afinal de contas os japoneses sabem como poucos construir uma situação de desolação pós-apocalíptica.Quadrinhos como Akira são um exemplo de um futuro condenado.E por falar nela,quando é que finalmente a JBC vai lançá-la?

Ultraman nº1:Revista bimestral,formato 12x18cm,240 páginas e preço de R$14,90.



Tive a chance de dar uma boa folheada em Ultraman número 1 pela JBC.De início não fiquei nem um pouco empolgado com os desenhos.Os traços de Tomohiro Shimoguchi são preguiçosos e pouco detalhados.Se pegarmos um manga como Vinland Saga e comparar,veremos que o nivel de trabalho alí é muito superior.Os desenhos não são ruins,mas são simples demais e não passam uma noção de ambientação crível dentro das sequências de ação.Além disso o formato menor que a JBC vem usando não agrada nem um pouco.

Quanto ao roteiro de Eiichi seria precipitado falar alguma coisa,pois é claro que não dá pra julgar a qualidade do roteiro com ritmo mais lento só por uma edição.Outro detalhe que me deixou curioso é:por que lançaram uma série tão curta(apenas 6 edições)de um personagem mundialmente conhecido como Ultraman,com uma legião de fans que certamente esperaram por um quadrinho do herói por muito tempo e que pagariam por uma série mais longa sem pensar?

Cenários vazios,figuras de objetos e pessoas pouco detalhados.


Predador versus Juiz Dredd versus Aliens:Formato 17x2cm,capa dura,180 páginas e preço de R$59,90.



Depois de editar uma revista do Juiz por 24 edições,a Mythos resolveu largar a mão do mix e partir para a estratégia das encadernações custando uma fortuna por míseras 180 páginas.Até aí nenhuma novidade.Isso indica uma tendência que mostra a rejeição dos leitores ao formato mix.Muitas editoras no brasil ainda insistem em nas revistas compiladas através da justificativa de que isso é melhor para o leitor.A verdade é que nunca foi.Não espero que a Mythos ou qualquer outra editora aprenda com os fracassos dessas revistas,mas estamos dando um recado para essas empresas.

Conrad e Devir:Abro um parêntese aqui para comentar a ausência de títulos pelas duas editoras.

A Conrad por muito tempo foi uma grande editora,tirando uma fatia do mercado da Panini com suas edições bem acabadas(apesar de mancadas como a censura).Ousando bastante na escolha dos quadrinhos que publicou e abrindo caminho para nichos que antes não haviam sido explorados no mercado nacional.Hoje em dia após a queda e consequente venda não publica praticamente nada que sirva.Tentando manter a postura de que está ativa no mercado,mas todos os seus antigos leitores sabem que os dias de glória dela já se foram.

A Devir é um caso à parte,nunca vi em todos os anos de leitura uma editora tão tacanha e insistente como ela!A Devir não consegue lançar Hqs com preços baixos,não consegue se expandir,não consegue encontrar seu filão dentro do mercado(como fez a JBC com os mangas e a própria Conrad),e ainda assim permanece no mercado mais atrapalhando que ajudando.Se a Devir tivesse perdido totalmente os direitos de publicação de séries de Alan Moore,por exemplo,a Liga Extraordinária teria sido lançada com muito mais rapidez e preços decentes.Mas ao invés disso ela continua pegando títulos somente para provocar aquela sensação nos leitores de:"agora ferrou!a Devir vai lançar essa revista e vai enfiar a faca na hora de colocar o preço de capa!".Um bom exemplo disso é a série Saga de Brian K. Vaughan.

Multiverso DC nº4: Formato 17x26cm,148 páginas e preço de R$16,20.



Eu tenho que confessar que fui estúpido o suficiente para comprar o segundo número de Multiverso DC,mesmo sabendo da palhaçada que a Panini aprontou com a versão desta saga aqui no Brasil.Quando você ouve que uma revista vai ser lançada com os roteiros de um certo autor conceituado espera que ela seja totalmente roteirizada por ele,não é mesmo?Então por que a Panini acha que somos idiotas ao ponto de pagar por uma revista toda feita em volta do nome de Grant Morrison pra acabar lendo somente 1 história,e o resto ser posto no miolo só pra encher linguiça?O nº3 é uma edição com 4 histórias,que tem somente 1 com o autor que justamente motivou a compra da revista!E o "precinho" camarada de R$16,90!

A(única) história de Morrison é sobre uma realidade em que os heróis da DC são jovens,não tem nada para fazer,não combatem ameaça alguma e vivem como celebridades retardadas.Não sei por que o autor,ainda hoje,insiste em escrever histórias em que os personagens principais estão sempre mais preocupados em bancar os hipsters babacas do que agir como heróis.Os diálogos são bestas e cheios daquela forçação típica de Morrison para mostrar que os heróis devem ser descolados e "prafrentex".

No mais,o que a Panini quer nos trazer é uma edição cara e com material dispensável em excesso.A editora vem usando cada vez mais esse truque do formato mix com o leitor,justamente o formato que acabou por matar a graça e expectativa que esta série tinha de chegar em bancas brasileiras.Paro por aqui com a com compra de Multiverso DC,sem o menor arrependimento!

Gotham DPGC:No Cumprimento do Dever:Formato 17x26cm,244 páginas,capa dura e preço de R$66,00.



Quando eu falo sobre escrever histórias de qualidade sem usar de elementos exageradamente ficcionais e ainda assim construir uma trama magnética,é de algo como essa revista que eu estou falando.Publicada pela própria Panini em seis edições na DC Especial,ela ganhou o cretino título de "Gotham City Contra o Crime"(o título original é:"Gotham Central").Mas a despeito disso a competência de Ed Brubaker e Greg Rucka nos roteiros e os desenhos soturnos de Michael Lark garantem uma qualidade pouco vista em séries de vigilantes na DC.

A proposta de contar o dia a dia do departamento de polícia da cidade mais corrompida do universo DC foi brilhante.Policiais resolvendo casos como verdadeiros agentes da lei em serviço.Arcos habilmente conduzidos para raptar a sua atenção e curiosidade sem direito a resgate.Personagens que até então só eram vistos como coadjuvantes ganhando peso e profundidade através de motivações palpáveis e tudo isso embalados num traço que nos remete ao mais fino clima Policial Noir!

Eu,felizmente,já tenho minha coleção completa.Mas recomendo que você corra atrás de Gotham o quanto antes,principalmente se for um apreciador de histórias policiais.Mas procure adquirir em site de pré-venda ou em promoções.Afinal serão quatro encadernados que acabarão saindo por um preço salgado,dado o valor destacado acima(R$66,00).

A Saga do Monstro do Pântano-volume 6:Formato 17x26,208 páginas e preço de R$24,90.



Chegamos ao fim da saga de Alan Moore no monstro.Apesar de não ter tantos requintes na publicação é possível dizer que esta série de volumes deixará saudades em muitos leitores novatos que nunca haviam lido.Eu ironizei as barbeiragens que a Panini cometeu ao longo de toda a publicação,e com razão!A editora bem que poderia ter nos poupado dos atrasos e de sua inconstância irritante nas bancas,que acabaram tirando um pouco da graça de seguir esse título.

O que valida seu lançamento(além da qualidade)é o fato de ter sido feito de maneira acessível à todos os tipos de leitores.Esta foi uma forma realmente original de tornar a Saga do Monstro do Pântano mais conhecida entre os leitores de hoje.

Miracleman nº10:Formato 17x26cm,52 páginas e preço de R$7,50


A medida que avança as histórias de Mike Moran se tornam cada vez mais estranhas.Apesar de ter perdido muito do clima de terror psicológico do início da série com os desenhos espetaculares de Garry Leach(os desenhos da atual fase são toscos!)a história volta a engrenar com o final do arco sobre o Doutor Gargunza.Tomara que tragam junto uma melhora nos desenhos e mais bizarrices que só podem sair da cabeça de "o autor",como é creditado o nome de Moore!

Star Wars nº1:Formato 17x26,48 páginas e preço de R$6,90.(capa metalizada por R$11,90)


Lembram que falei da invasão de revistas de Star Wars lá em cima?Pois bem,a Panini está com quatro edições este mês.A mais importante delas é esta roteirizada por Jason Aaron e desenhos de John Cassaday.Nunca cheguei a ler nada sobre a série, mas fiquei realmente tentado a dar uma chance a essa edição.Com a proximidade do filme,alguns desses lançamentos seriam bem vindos para completar a experiência do universo expandido de Star Wars.

Esses foram os títulos anunciados para este mês em destaque no checklist comentado,até o próximo mês!

Fontes:UniversoHQ,Guia dos Quadrinhos e HQmaniacs.


























Nenhum comentário:

Postar um comentário