terça-feira, 11 de outubro de 2016

O que esperar de... Justice League



Por: Hds.





Através de seu Twitter o diretor Zack Snider apresentou um vídeo onde mostra cenas de bastidores do filme Justice League e aproveitou para comemorar o fim das filmagens com a equipe de produção que aconteceram na Inglaterra. O filme terá Henry Cavill (superman), Ben Affleck (batman), Gal Gadot (mulher maravilha), Jason Momoa (aquaman), Ray Fisher (ciborgue), Ezra Miller (flash) no elenco principal. E ainda conta com; Jesse Eisemberg, Willem Dafoe, Jeremy Irons e Amy Adams.

O filme tem estreia programada para 16 de novembro de 2017 com direção do próprio Snyder.

A história vai mostrar um Bruce Wayne transformado pelo ato de sacrifício do superman, que com a ajuda da princesa Diana tentará recrutar metahumanos com a finalidade de enfrentar uma poderosa ameaça antes que a terra seja destruída.

Apesar da longa distância que separa a estreia de Justice League da data deste texto, não há como negar que ele está seguindo à risca o caminho de todos os demais blockbusters de super-heróis já vistos. Desde seu anúncio, que até então não havia sido confirmado mas era passível de previsão, uma produção com o panteão de deuses/heróis da DC era esperado. Afinal de contas, quando a Marvel foi capaz de trazer Os Vingadores aos cinemas, não era nenhuma proeza imaginar que o mesmo se daria com a liga.

Sempre me deixa abismado a categoria de opiniões que leio sobre filmes antes deles saírem. Perece que em todos os lugares onde leio alguma coluna ou nota sobre eles, os redatores sofrem de um tipo crônico de amnésia. Essa gente escreve ou fala sempre como se estivessem esperando o lançamento do primeiro filme que irão ver na vida!

Em primeiro lugar, temos a pontuada e enervante liberação de "primeiras imagens". Temos as opiniões de diretores, produtores entre outros envolvidos na produção quase sempre tediosas e irrelevantes. Algumas notas são liberadas com anos de antecedência! Então surgem os tais "vazamentos". O que dizer deles?

Ao longo desse tempo somos convocados pelos sites e canais de entretenimento a assistir trailers em sequência. Cada um mais abusivamente expositivo que o outro. Quase não deixando nada para imaginar ou adivinhar sobre o filme.

E mesmo com toda esse tralha de informações se replicando em milhões de canais de informação, a atitude dos resenhistas ou simples redatores é sempre o deslumbramento primário.

Conhecer esse processo de acúmulo de expectativa pré-programada pela qual passamos em tempos de internet não é o suficiente para instigar essa gente a raciocinar antes de se render ao deslumbre e sair vomitando asneiras motivadas apenas por pura empolgação. Ou seja, ninguém procura fazer uso de sua experiência pregressa com filmes para adiantar detalhes que possam expor possíveis qualidades ou defeitos antes deles se revelarem.

Quer um exemplo? Se você fosse um crítico de cinema e um estúdio anunciasse um filme baseado numa hq escrita por Robert Crumb e desenhada por Robert Liefeld com direção de Uwe Boll (diretor de filmes podres baseados em games), você ainda pensaria que uma aberração dessas daria certo?

Sendo assim, vou fazer diferente com Justice League. Vou analisá-lo pelos que já temos em mãos e tentar antecipar detalhes que possam evidenciar méritos ou falhas que, talvez, ele vá mostrar em sua estreia. Veja o trailer abaixo:


video


Agora vamos observar com mais atenção:

O trailer começa com o típico toque de notas curtas somado à troca de imagens lentas ou panorâmicas. Um puta clichê "necessário" à linguagem viciada com que se vende produções de cinema hoje em dia. A narração em off de Ben Affleck nos dá características do Aquaman. Aqui é estranho notar que a Warner decidiu por inserir as mudanças "realísticas" no estilo Christopher Nolan. O que não faz o menor sentido, já que a DC deu a entender que se afastaria dessa linha. Se não, qual o motivo desse aquaman parecendo um sem-teto/alcoólatra? E essa ideia de ajudar os mendigos dando peixe? Por que um governante de um vasto reino como Atlantis perderia tempo com caridades em territórios humanos?

Jason Momoa faz um "Aquaman bad boy".

Também tenho uma queixa a fazer sobre a atuação de Jason Momoa; eu não sei quem foi que estabeleceu que o aquaman seria um sujeito carrancudo e intransigente. Não sei exatamente de quem partiu essa visão, em que quadrinho, desenhos ou seja lá de onde tenha vindo essa versão de um aquaman zangado e cabeça dura. Mas para mim, ela não cai bem ao personagem. O aspecto de um rei (não sendo um inimigo,claro.) deveria ser de imponência somada a um ar de generosidade e sabedoria. Lembram do Lanterna verde John Stewart do desenho da liga? Alguém no estúdio de animação decidiu que ele ficaria com cara de quem comeu bosta de cachorro vinte e quatro horas por dia. Sempre reclamando e bancando o negão mal-encarado do gueto. Uma das piores interpretações do herói , que nunca se mostrou dessa forma.

Depois disso, vemos um grupo de guerreiros e um sujeito usando uma coroa de rei numa floresta enterrando um objeto que parece ser uma caixa cheia de símbolos e ornamentos. Confesso que não tenho o mais vago palpite do que seja o tal objeto. Bruce Wayne continua, deixando claro que pretende reunir uma equipe de super-poderosos. Aparecem o Flash e o Ciborgue.

O Ciborgue e o Flash de Justice League ainda  precisam provar que funcionam num filme.

O aquaman tatuado e segurando uma garrafa de whisky sai de cena a vemos Mulher Maravilha brevemente segurando um escudo com inscrições de fogo que se apagam, no estilo "um anel" de Senhor dos Anéis. Wayne faz uma surpresa ao flash, que nesta versão vai ser Barry Allen, recebendo-o em seu laboratório improvisado cheio de monitores (mostrando dados vitais de Barry), livros, objetos largados e o uniforme que aparenta ter sido feito pelo próprio flash (tem esboços ao lado dele). É nessa hora que descobrimos que o flash vai ser um alívio cômico dentro da equipe. Wayne e Diana já demonstram alguma intimidade e estão trabalhando juntos na "seleção" de integrantes. Embora não tenha conseguido determinar exatamente de onde eles estão fazendo isso. Não parecia ser a bat-caverna. A recepção raivosa do aquaman à Bruce Wayne não ficou muito clara, mas deve ser esclarecida posteriormente. Ou talvez não...

Esse Batman está mais pro coruja do Watchmen
Por fim, uma liga incompleta liderada pelo Batman investiga um lugar abandonado e todo detonado em chamas. O trailer deixa muitas dúvidas que, dependendo da falta de noção da Warner, serão completamente estragadas nos vídeos que ainda virão daqui até novembro de 2017 (caso a data se confirme e caso ela resolva liberar detalhes demais).

Gal Gadot pode não ter exatamente o perfil ideal para a Mulher Maravilha, mas convence em batalhas.

Sabemos que o Exterminador fará uma aparição. Que existe um membro faltando no grupo que pode ser usado como um ás na história. Foi divulgada uma foto com armaduras estranhas e ninguém sabe quem exatamente está por traz da tal ameaça. O lex Luthor de Jesse Eisemberg (infelizmente) vai voltar e deixará claro o seu papel nessa trama, já que era ele quem possuía a ficha dos membros.

Por mais que que faltem peças no enredo para torná-lo mais visível, a maior questão está longe ser uma das que citei acima. Pois falta pontuar exatamente onde o Superman se encaixa na liga. Como sabemos, Clark Kent está sumido (pra dizer o mínimo!) e apesar de ser óbvio que ele vai retornar, fica a pergunta de como eles vão trazê-lo de volta. Vão sacrificar uma parte do filme para mostrar onde está e como vai retornar? Vai haver uma busca pelo kriptoniano? Além disso, é o batman que está reunindo e liderando o grupo, apesar de ser Bruce Wayne quem se expõe na busca por integrantes.

Vamos lá homem! Você é o Superman! Anime-se!!!

Outro problema em relação ao super está no fato de que, sim, não adianta chorar; Zack Snider não sabe dirigir atores! E aí? Vamos ter que aturar mais deste homem-de-aço rancoroso e sem expressão? Um superman que não lidera, não inspira autoridade ou confiança. E o pior: não traz um pingo da serenidade, presença e carisma que o herói apresenta nos quadrinhos. Duvido que o diretor tenha decidido pela construção da personalidade de quem quer que seja no elenco. Se não por que teremos um aquaman emburrado? Um flash cômico, sendo que Barry Allen nunca foi de piadinhas e sim Wally West? A mulher Maravilha merece um aproveitamento inteligente durante o decorrer do filme que faça jus ao peso da função que a heroína tem:  a de ser uma guerreira e trabalhar alianças entre a terra e Themyscira.

É lógico que é cedo demais para sequer começar a especular sobre a mega-produção da Warner. Serão águas demais rolando até o dia do lançamento. Com o que temos agora podemos calcular pouco e ficar preenchendo lacunas com boatos é pura perda de tempo de desocupados da net. O que devemos é esperar. Driblar a tonelada de spoilers em fotos, declarações em redes sociais, twittes, "vazamentos" de informações e os trailers nº 2,3,4,5 e por aí vai... Para podermos apreciar o a experiência no cinema de maneira completa. Uma boa espera e torçamos para que dê tudo certo.

Fiquem agora com o vídeo de bastidores do final das filmagens:

video
























Nenhum comentário:

Postar um comentário