sábado, 29 de outubro de 2016

O que esperar de... Doutor Estranho


Por:Hds.



Faltam somente 5 dias para a estreia de Doutor Estranho no Brasil e temos informação o suficiente. Na semana passada saíram mais quatro trailers com cenas inéditas. No Brasil, o filme estreia em 3 de novembro. Mas a estreia mundial está prevista para o dia 4.

O filme conta a história de Stephen Vincent Strange, um talentoso, porém presunçoso, cirurgião que sofre um acidente de carro que deixa sequelas em suas mãos impedindo-o de exercer sua profissão. Tendo sua carreira interrompida, vai atrás de uma cura. Uma indicação acaba levando-o até o Himalaia. Lá encontra o Ancião que enxerga potencial em Strange e resolve treiná-lo para se tornar o Mago Supremo da terra.

No elenco estão: Benedict Cumberbatch (Dr. Estranho), Rachel McAdams (Christine Palmer), Tilda Swinton (Ancião), Chiwitel Ejiofor (Mordo), Benjamin Bratt, Benedict Wong (Wong) e Mads Mikkelsen. A direção é de Scott Derrickson.

A Marvel Studios está ampliando cada vez mais seus títulos e trazendo heróis menos conhecidos do grande público. Depois dos X-men, Homem-Aranha, Quarteto Fantástico, Hulk, Homem-de-Ferro, Thor, Capitão América e Vingadores. A gigante do cinema se concentra agora em figuras como Os Guardiões da Galáxia, Homem-Formiga e finalmente o Doutor Estranho.

Criado pelo brilhante e recluso Steve Ditko e por Stan Lee em 1963, o doutor sempre foi um dos mais diferentes e pouco explorados personagens da editora. Possui poucas fases memoráveis, mas as que tem são marcantes. Como a história excelente escrita pelo veterano e talentoso Roger Stern; Triunfo e Tormento. A Graphic Marvel (como foi chamada na época) ainda conta com os desenhos espetaculares de Mike Mignola. Uma das melhores histórias que já li na vida.

O estúdio soube trabalhar os trailers de forma que não estragassem tanto as surpresas. Bem como as fotos, cartazes e sinopses. Vamos dar uma boa olhada nos trailers principais e avaliar o conteúdo:


video

Assim como no vídeo da Liga da Justiça, o trailer começa com notinhas de piano e cenas abertas e panorâmicas. Sério, esses caras que produzem teasers e trailers deviam parar com isso! Não passa de um clichê babaca. Strange aparece como cirurgião e logo depois vemos uma cena com o acidente. Christine Palmer aparece ao lado de Stephen no hospital com as mãos cheias de pinos. Palmer foi uma das enfermeiras da série de um título dos anos 70 da Marvel chamado Night Nurse (Enfermeira da Noite). Não sei bem o que ela vai ser, se vai ser um par romântico ou se está lá para ser inserida no universo dos filmes.

Christine Palmer originalmente foi uma enfermeira que cuidou de vários heróis da Marvel.

Strange chega ao Himalaia com uma aparência desarrumada. Temos a visão do Templo onde a anciã, dentro das dependências, mostra sua capacidade de distorção da realidade. Os dois atravessam uma "barreira de vidro" que, na prática, representa uma "transposição". Aqui vale lembrar que o personagem do Mestre Ancião é um Homem, e não uma mulher. Não é de hoje que vemos figuras sendo substituídas nas produções da Marvel, mas isso não deixa de ser uma falta de fidelidade inconveniente com a origem do personagem.

Tilda Swinton como o ancião.

 A anciã mostra seus poderes no mundo real e leva o doutor através de um portal até o templo. Até esta etapa do vídeo, me agradou muito o modo como é feita a elaboração dos poderes. A visão da realidade desfeita é mostrada como um cristal se quebrando. O portal é feito de faíscas em forma de círculo. Prédios se desdobram como papel. Tudo bem interessante. Esse fator me preocupou bastante; como os artistas conceituais fariam para transpor toda a ambientação psicodélica dos quadrinhos para o blockbuster. Se feito com cuidado e artisticamente bem trabalhado, pode surtir um bom efeito. Mas existe uma linha muito fina entre o deslumbre visual e a cafonice nesse caso. Outro detalhe; o Barão Mordo (papel de Chiwetel Ejiofor) está no templo e provavelmente vai voltar no futuro como vilão.

Os primeiros passos como Mago.

Vemos o treinamento começar. Supostamente, além dos estudos em Grimoires, Stephen também será instruído em artes marciais. O que torna a trama bastante fiel às hq's. Uma cena curiosa em que o herói vê sua famosa capa de levitação pairando no ar (cena que não consta neste trailer).

Tomara que Mads Mikkelsen não caia na "maldição dos  vilões fracos" da qual a Marvel já foi acusada.



Somos finalmente apresentados à ameaça do filme. Trata-se de um feiticeiro dissidente do clã do ancião. Tem um aspecto de oriental, com micro-rachaduras em volta dos olhos que parecem ter sido feitas por fogo. De cara, se mostra um tipo carrancudo e vilanescamente afetado. Como é de costume em filmes de ação. Este é o ponto que mais me incomoda. Desde o primeiro filme do Homem-de-Ferro, alguns inimigos não tem dado conta de antagonizar os heróis da editora nas telas. Não conheço a maior parte dos vilões do Doutor, mas caso não dê certo enfrentar um humano comum, é recomendável que os produtores considerem usar uma ameaça como Mephisto numa possível continuação. O tal feiticeiro ainda conta com uma dupla de capangas para ajudá-lo a provocar destruição em vários lugares.




Um dos ataques mostra o centro de Nova York tomado por uma luz azul estranha. Ainda na Ásia ocorre uma luta onde se vê todo um bairro ser reconstruído pelo Doutor. Logo depois mais ação em Manhattan, com prédios sendo revirados e a cidade inteira se transformando num quebra-cabeça. Neste ponto onze entre dez aficionados por ficção devem ter comparado a cena com o filme A Origem, onde algo parecido foi feito no que se refere à efeitos especiais. E falando em efeitos...

Existem cenas desnorteantes no filme e se a Marvel não foi burra em mostrar as mais impressionantes, significa que vamos poder aproveitar a vertigem anti-gravitacional que as sequências trazem por completo.

Cumberbacht e seu Olho de Agamotto digital são a visão fiel do Doutor Estranho.

Pra finalizar uma piada entre o ajudante do ancião e Strange. Só pra lembrar que é uma película da Marvel, certo? E o Doutor é confrontado, precisando se proteger por trás do Escudo de Seraphim (ou alguma nerdice desse tipo). Wong terá seu lugar como auxiliar de Strange como nas hq's.

O vídeo que analisei acima é somente um entre os tantos que foram liberados. Em muitos teasers foram mostrados elementos que fazem parte da biografia do herói como o Livro de Vishanti, A Esfera de Agamotto , o Sanctum Sanctorum com sua emblemática janela redonda ilustrada com as listras do Selo de Vishanti.

A maioria deles exibem cenas de lutas, voos, objetos ou situações entre os atores não vistas nos outros trailers, mas sem muita novidade. Separei um deles que considero mais relevante, um  Featurette (curta com bastidores e entrevistas de produção):

video

Nele o presidente de produção Kevin Feige nos elucida sobre as maravilhosas qualidades do filme. De como ele vai deixar maravilhada toda a humanidade. Como vai trazer a paz à terra. Ou curar aquela sua dor na coluna que te incomoda faz tempo. Piadinhas à parte, o depoimento dos envolvidos na elaboração destacam a semelhança do filme com os quadrinhos nas cenas de viagens astrais/dimensionais. Numa delas, estranho é sugado em velocidade e deixa imagens residuais. Em outra, ele é desfeito em partículas e atravessa espaços coloridos e repletos de objetos que fariam Salvador Dalí se morder de inveja.

Ser tragado por entre formas geométricas em dimensões alienígenas é rotina para o Dr. Estranho
Mais uma vez eu tenho que alertar para minha desconfiança chata.  Será  que situar o personagem em espaços totalmente gerados em CGI não vai ferrar com o senso de ambientação dos espectadores nas salas de cinema? Afinal já vimos a tragédia que foi o uso abusivo de telas verdes em filmes como o do Lanterna Verde. Eu sei, eu sei. Este é um título da Marvel (e lanterna verde sempre será usado como o pior exemplo), mas a verdade é que se não houver cuidado podemos acabar nos tornando passageiros  de uma viagem nauseante que nos fará correr de volta para os quadrinhos. Ainda assim, acredito que o diretor e os responsáveis souberam encurtar esse tipo de sequência, fazendo uso dela para contar uma breve passagem. E não para cansar o espectador com exageros e texturas plásticas.

"Por Vishanti!".

Em tempo, tenho que falar um pouco sobre a caracterização dos personagens. Ou pelo menos do personagem principal. Até porque os demais coadjuvantes não tem uniformes ou detalhes chamativos o suficiente. O Doutor Estranho está muito bem trabalhado. Sua capa não tem aquelas golas com abas pontudas como nos quadrinhos. Mas o traje está bem fiel e com cores sóbrias, sem tornar a imagem do herói ridícula ou extravagante.

Sinceramente, não tenho a menor ideia se esse filme vai vingar ou não. Os elementos que temos neste momento nos indica que tudo está no seu devido lugar. Mas é bom sempre lembrar que trailers são feitos para vender o filme e podem enganar. Não posso negar que estou curioso para saber se a Marvel conseguiu trazer uma história de misticismo ao cinema mainstream com sucesso ou se fracassou miseravelmente.

Como de costume vou fazer uma rápida pesquisa em sites de reviews para não ir aos cinemas às cegas. Levando em consideração os acertos do estúdio, espero poder sair satisfeito. Admiro o Doutor Estranho pelas situações inusitadas que enfrenta e penso que o herói merece constar entre os acertos da Marvel nas salas de exibição. Boa diversão e até o próxima!




Um comentário:

  1. Mefisto como vilão, nos dias de hoje, não cairia muito bem. O filme seria acusado de não respeitar a religião alheia, ou de tocar em "assuntos delicados".

    ResponderExcluir