sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Checklist Comentado:Agosto de 2015

Por:Hds.


Arqueiro Verde nº1:mensal,formato 17x26cm,148 páginas,R$16,90. (roteiro de Jeff Lemire e desenhos de Andrea Sorrentino)


Infelizmente ainda não li nada escrito por Jeff Lemire,mas futuramente quando a panini tiver vontade de publicar essa fase do arqueiro com certeza comprarei.Levar em conta os elogios que ela recebeu lá fora não serve de medida para saber se vale a pena,afinal,tanto nos EUA como aqui temos sites tendenciosos resenhando materiais como esse o tempo todo.Mas a verdade é que Lemire vem se destacando entre leitores do selo Vertigo.

Outro ponto interessante é notar que os personagens do tipo vigilantes estão em alta na DC.Isso torna o universo desses heróis mais variado e menos dependente de enredos  lunáticos sobre viagens dimensionais e alienígenas.Lembra bastante o que a Marvel já vinha fazendo com a linha Marvel  Max.Jeff Lemire aparentemente conseguiu renovar o arqueiro com histórias sofisticadas e ainda desenhadas pelo competente traço de Andrea Sorrentino.

Multiverso DC nº3:formato 17x26cm,148 páginas,R$16,20.


Multiversity se encontra ainda em publicação e fica quase impossível dizer até onde o autor Grant Morrison vai levá-la.Digo isso,tanto no quesito duração quanto nas pretensões dele.A DC Comics é a conhecida casa das sagas mais embaralhadas,confusas e esburacadas sobre os universos paralelos existentes na editora.

E se alguém acha que dessa vez Morrison vai facilitar fazendo uma história linear,pode esquecer.A saga vai acontecer em tantos lugares,envolvendo tantos personagens e eventos acontecendo em tempos diferentes que vamos precisar ler umas 18 vezes para poder entender alguma coisa!

A Panini por sua vez continua “ajudando” os leitores incluindo conteúdo irrelevante (embora a editora vá negar) só pra encarecer a edição e estendê-la desnecessariamente.

Hellblazer Infernal volume  5-Amor Impuro:formato 17x26cm,172 páginas,R$23,90.

Nesta edição constantine “anda pelas ruas amargurado” pela perda de Kit,que resolve voltar para Belfast.Com a guarda baixa o mago(mestre na fina arte de encher o saco dos outros com piadinhas)vai acabar topando novamente com o Rei dos Vampiros.

Eu preciso dizer aqui que simplesmente detesto atualmente os desenhos de Steve Dillon.Na época em que li boa parte dessas histórias não me incomodava tanto,mas agora só consigo ver os defeitos no traço.Composição pobre de cenários,falta de detalhes básicos,ângulos de cena repetitivos,elaboração de personagens previsíveis que deixa todos eles com a mesma cara.Como se fossem todos parentes da mesma família.

Ainda acho que a série perdeu muito com a saída de Will Simpson.Ele pode não ter um estilo bonito,mas seu desenho é bem variado e propício para o clima de terror grotesco que por vezes surge em Hellblazer.Com certeza é bem melhor que ver todos os rostos idênticos que Dillon faz,em que parece que as figuras tem síndrome de down.No mais,os roteiros de Garth Ennis continuam bons e garantem a qualidade.

A Saga do Monstro do Pântano volume 5:formato 17x26cm,172 páginas,R$23,90.

Depois da longa e excelente saga Gótico Americano seguem as histórias do monstro.Essas histórias já são bem conhecidas dos leitores mais velhos da Vertigo.Por isso é claro que ter edições dela sempre à disposição é bom.Mas  a editora Panini deveria realmente ter lançado a saga em papel LWC,e ter tido um cuidado maior com a distribuição da revista.

Os editores não podem nem sequer dizer que programaram uma publicação com uma tiragem calculadamente menor,pois se trata de um título extremamente popular e é obvio que venderia bem em qualquer região.Aqui na minha cidade tive uma dificuldade tremenda para encontrar os volumes(acabei perdendo o volume 3.E olha que estou falando de uma capital conhecida em todo o país!)que estão sempre em falta ou atrasados.

Nunca fui com a cara dessa bela porcaria de distribuição setorizada.Afinal de contas como a editora quer convencer o publico de que vai manter certas obras permanentemente nas bancas e livrarias se ela não consegue sequer entregar um título fortemente aguardado como esse com segurança?

O Inescrito-Apocalipse 1:Histórias de Guerra:formato 17x26cm,132 páginas,R$19,90.


Apesar de ter começado com esta série somente a poucos meses,fiquei impressionado e satisfeito com as “aventuras de Tom Taylor” escritas por Mike Carey.Ao escritor devo uma das melhores surpresas dentro do selo Vertigo que tive em anos.As histórias tem um clima agradável sem ter que apelar de modo algum para as típicas baixarias usadas por certos escritores da mesma linha.

Os desenhos de Peter Gross são inventivos,se adaptando perfeitamente a cada passagem dos personagens.Que vão desde o terror até o universo das fábulas infantis,tudo isso sem perder o bom-senso nos diálogos e eventos que ocorrem.

Recomendo a você que está um tanto cansado de tipos anti-heróis malzinhos e bocas-sujas,que se tornaram quase que exigência para se ler a Vertigo nos dias de hoje.

Miracleman nº9:formato 17x26cm,52 páginas ,R$7,50.


A editora Panini para nossa alegria(e daqueles que ainda pensam que Alan Moore é o maior escritor da história da civilização humana)continua usando o seu conta-gotas para colocar mais uma edição de Marvelman nas bancas.É uma pena que ao adquirir uma edição,por mais atenção com a qual se leia não conseguimos terminar de ler num tempo abaixo de 5 minutos.

O que acontecerá com Mike Moran após a morte do doutor gargunza?Leiam esta maravilhosa (e curta)aventura  e descubra.Mas prepare o Sonrisal para a azia das historinhas  de encher linguiça e todo aquele indesejado material extra!

Vinland Saga nº10:revista bimestral,formato 13,7x20cm,208 páginas,R$13,90.


Depois de ter uma experiência não muito proveitosa com Berserker,que acabou esgotando a minha paciência com o manga de Kentaro Miura.Fiquei de saco cheio da enrolação,dos desenhos precários(e por vezes até bizarros),de alguns personagens (vocês sabem de quem estou falando,aquele maldito elfo estúpido!)e uma certa falta de rumo nas tramas,acabei desistindo delas na 6º edição.E não me importei nem um pouco.Resolvi dar chance a um mangá bem mais interessante e bem trabalhado;Vinland Saga.Fiquei muito satisfeito com os roteiros bem elaborados,feitos sob um trabalho de pesquisa decente sobre os vikings.

Protagonistas e coadjuvantes bem trabalhados e retratados com  o ótimo traço de Makoto Yukimura.A qualidade das ilustrações não decaem durante as histórias e não sofrem de vícios comuns em hq´s japonesas como figuras iguais e preguiça nos cenários desenhados.A história flui bastante,tendo seus eventos dispostos de maneira natural e bem aplicados.As sequências de ação são espetaculares e movidas por motivações convincentes,diferente de Berserker.

Logo que conheci este quadrinho procurei correr atrás dos volumes antigos espero que ele continue evoluindo como vem fazendo.

O incrível Hulk-Gritos Silenciosos:formato 17x26cm,200 páginas,R$34,90.


Arco feito nos anos 90,com Peter David nos roteiros e Dale Keown nos desenhos.O hulk se junta com outros heróis para evitar uma invasão de outra dimensão e de quebra enfrentar um maligno plano dos Skrulls.Depois dessa sinopse tosca no estilo da época,só me resta dizer que aqui temos um hulk bem escrito no estilo das sequências de histórias do sempre competente Peter David.

Naruto Gold nº1:revista bimestral,formato 11,4x17,7cm,216 páginas,R$16,90.


Essa é a chance que leitores de várias idades tem de começar a acompanhar as histórias de Naruto Uzumaki; um garoto alegre e desproporcionalmente entusiasmado,que movido por uma motivação mais rasa que uma poça d’agua enfrentará as mais inacreditáveis batalhas.Brincadeiras à parte Naruto é uma opção tão clara quanto Dragon Ball para quem só quer ler uma longa(prepare seu bolso amigo!)e empolgante aventura.

EDEN nº1:formato 13,5x20,5cm,total de 9 volumes,450 páginas,R$39,90.


Assim como Naruto,listado aqui com atraso,Eden está sendo lançada em formato especial(entenda-se:caro!)compilando dois volumes em um.A revista escrita e desenhada por Hiroki Endo foi publicada de modo desastroso pela Panini(leitura ocidental em meio tanko totalmente podre!)entre 2003 e 2008.

Eden acontece num futuro distópico onde os protagonistas Enoa e Hana sobrevivem à uma epidemia que matou boa parte da população humana.É um mangá adulto e cheio de temas políticos,traições e violência gráfica.O que pode ser boa ideia para quem quer um manga de curta duração que não vai prendê-lo por vários anos. Por fim acabo com o checklist de agosto,até o próximo mês.


Fonte de pesquisa:Universo HQ.

Nenhum comentário:

Postar um comentário